Rubens Born

por OGU publicado 22/04/2019 12h41, última modificação 22/04/2019 12h41

Rubens Born.jpgRubens Born atualmente, exerce as seguintes funções: 

  • Coordenador Interino para América Latina da ONG 350.org;
  • Pesquisador - Colaborador para Desenvolvimento Sustentável, Governança e Meio Ambiente  da Fundação Grupo Esquel Brasil.

Engenheiro civil (Escola Politécnica, USP, 1977), com especialização em Engenharia Ambiental (Faculdade de Saúde Pública – FSP-USP, 1983). Mestrado em Saúde Pública e Ambiental, na área de conservação de recursos hídricos e saneamento (FSP-USP, 1992). Doutorado em tema de sociologia jurídica  sobre participação da sociedade em regimes multilaterais ambientais e de desenvolvimento sustentável (FSP-USP, 1992). Bacharel em direito e advogado (Faculdade Anhanguera de Taboão da Serra, 2013), com pós-graduação lato senso em Direito Constitucional (2015). Cursos para graduados em “Metodologias de Estudos de Impacto Ambiental” (Instituto de Biociências – USP, 1987) e “Negociações de Conflitos em Meio Ambiente e Desenvolvimento” (Salzbur Seminar & Harvard Law of School, Salzburg, 1991).

Atuou como membro (2011-2014) do Comitê Gestor do Fundo Nacional de Mudanças do Clima, da CPDS - Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e Agenda 21 Brasileira (1998-2008), Comissão Nacional para a Rio+20 (2011-2012), Conselho Estadual do Meio Ambiente de S. Paulo - Consema (1994-1995), Comitês das Bacias Hidrográficas do Alto Tietê e do Rio Ribeira de Iguape, entre outras instâncias colegiadas. Participante das 9 sessões de negociações do Acordo de Escazu.

Foi coordenador da delegação do FBOMS - Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento e representante do Instituto Vitae Civilis nas Conferências da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Rio-92, Joanesburgo-2002 e Rio+20, bem como em diversas sessões da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da ONU entre 1993 e 2012. Acompanha as negociações multilaterais da ONU sobre mudança do clima, tendo estado presente em 14 das 22 Conferências das Partes ocorridas até 2016 e em dezenas de encontros técnicos e políticos associados ao regime. 

Autor do livro "Mudanças Climáticas: direitos, legislação e políticas públicas" (2017),  coautor do livro “Agenda 21 – a Espaçonave Terra depende dessa ideia” (2006) ; coautor e coordenador do livro  “ Diálogos entre as esferas global e local: contribuições de organizações não-governamentais e movimentos sociais brasileiros para a sustentabilidade, equidade e democracia planetária” (2002) e do livro "Proteção do capital social e ecológico por meio de compensações por serviços ambientais (CSA) – (2003).